PUBLICIDADE

Lazer | Turismo

Descubra o encanto das Baleias em Quebec: Guia Completo para uma Viagem Inesquecível

Embarque em uma jornada pelas águas do golfo de Saint-Laurent, onde você terá a oportunidade de testemunhar algumas das criaturas mais majestosas do oceano. Explore as razões pelas quais Quebec é um destino privilegiado para avistar baleias, desde sua rica diversidade de espécies até suas deslumbrantes paisagens marítimas. Este guia detalhado oferece insights sobre as melhores épocas para planejar sua viagem, os destinos mais populares para avistamento de baleias, as espécies que você pode encontrar, além de dicas valiosas para garantir uma experiência inesquecível.

Por Marco Vasconcelos

Publicado em 15 de março de 2024

Atualizado há 3 semanas

Descubra o encanto das Baleias em Quebec Guia Completo para uma Viagem Inesquecível

Lista de tópicos:

()

Turismo de aventura: Baleias em Quebec

Desde 2019, venho escrevendo sobre Quebec, porém, nunca dediquei espaço para falar do lado turístico da província ou às minhas aventuras nesta região que resolvi chamar de lar. Hoje, no entanto, decidi fazer diferente, especialmente porque o verão está se aproximando e é hora de começar a planejar suas viagens.

Com isso em mente, não há momento melhor para começar do que destacando uma das experiências que considerem a “cereja do bolo” em termos de turismo no Quebec: avistar baleias em seu ambiente natural ao longo do rio São Lourenço. Especialmente se você gosta de vida marinha.

Como costumo brincar com os amigos interessados em fazer essa mesma trip que…

SeaWorld Park é para amadores, em Quebec, você vai ver baleias em sua casa.

Se você tem a impressão de que o turismo histórico, de festivais e gastronômico é o que melhor representa essa atividade na província, é porque ainda não explorou o que ela tem de melhor: sua deslumbrante beleza natural. Ela abrange uma variedade de paisagens impressionantes, desde as majestosas montanhas dos Apalaches até as vastas florestas boreais.

Tive a oportunidade de visitar alguns dessas belezas naturais, mas ainda estou longe de alcançar meu objetivo. Isso porque o período ideal e seguro para essas viagens vai do final da primavera, em maio, até meados de setembro, quando o verão chega ao fim. Além disso, Quebec é quase um país a parte de grande. Conheço nativos aqui que não fizerem nem a metade das viagens que fiz pela província.

E antes que você pergunte sobre as atividades de inverno, deixe-me dizer que, se você gosta de esquiar, fazer snowboard e atividades relacionadas, Quebec também é o paraíso para isso. No entanto, pessoalmente, prefiro fazer um meu turismo usando bermudas e tênis, aproveitando o calor que esta época oferece.

Leia também: Aventura de inverno em Quebec que você precisa colocar em sua lista de desejos se gosta de neve

PUBLICIDADE

Ícone de Dicas Dica Importante!
Nós, brasileiros, estamos bastante habituados a fazer viagens sem muito planejamento e antecipação, principalmente porque nossas praias e parques são geralmente de livre acesso ao público. No entanto, essa mentalidade não se aplica ao turismo no Canadá, mesmo para os residentes locais, onde as coisas são relativamente mais acessíveis. Isso se deve, em grande parte, ao clima. Com apenas três meses de verão, que é a época mais concorrida para o turismo local, e todos os parques tendo acesso controlado, é necessário planejar e adquirir passes com muita antecedência, geralmente entre janeiro e março, para quem pretende acessar as atrações no verão. Além disso, não é preciso mencionar que os poucos hotéis disponíveis em localidades mais remotas lotam antes mesmo do verão chegar.

Quebec e sua relação com as baleias

O litoral de Quebec estende-se ao longo do Golfo de São Lourenço, criando um ambiente marinho diversificado e propício para a vida selvagem marinha. Além disso, Quebec abriga uma série de parques nacionais e provinciais, onde é possível explorar uma ampla gama de ambientes, desde florestas exuberantes até escarpas costeiras dramáticas.

A combinação única de elementos naturais torna Quebec um destino verdadeiramente especial para os amantes da natureza e aqueles em busca de experiências ao ar livre. E é neste cenário espetacular que a emocionante aventura de avistamento de baleias se desenrola, oferecendo aos visitantes uma conexão íntima com a vida marinha e a vastidão do oceano Atlântico Norte.

Nota! As marcações em vermelho no mapa indicam pontos onde as baleias, provenientes de sua rota migratória do Atlântico Sul, chegam ao Golfo do Saint-Laurent durante o verão para se alimentar. Se você notar uma marcação em Montreal, saiba que não se trata de um erro no mapa. Embora raro, de tempos em tempos ocorrem avistamentos de baleias que atravessam todo o rio em busca de presas.

O último avistamento registrado foi em 2022, conforme pode ser visto no vídeo a seguir. Infelizmente, a maioria dessas baleias acaba morrendo devido a colisões com embarcações no rio ou porque não conseguem encontrar o caminho de volta. Pesquisadores locais afirmam que a última aparição antes de 2022 aconteceu em 1901.

Por que escolher Quebec para avistar baleias?

Há várias razões pelas quais Quebec é uma escolha excepcional para quem deseja avistar baleias. Primeiramente, Quebec está localizada em uma posição estratégica ao longo da rota migratória das baleias, proporcionando um hábitat rico em alimentos para esses magníficos mamíferos marinhos.

O Golfo do Saint-Laurent, que banha a costa de Quebec, é um ponto de encontro crucial para uma variedade de espécies de baleias que migram para se alimentar e reproduzir.

Leia também: 5 grandes diferenças culturais entre Quebec e outras províncias do Canadá

Além disso, Quebec oferece uma diversidade de espécies de baleias para avistar, desde as icônicas baleias-jubarte e baleias-azuis até as encantadoras baleias-minke e baleias-belugas. Isso proporciona aos visitantes uma experiência única e emocionante de observação de diferentes comportamentos e características dessas criaturas marinhas.

PUBLICIDADE

E antes que você pergunte, avistamentos de baleias orcas são raríssimos nesta região, já que sua rota migratória ocorre ao longo da costa do Oceano Pacífico. Existem várias excursões partindo de Vancouver, BC, na costa oeste do Canadá, que oferecem experiências semelhantes às que temos em Quebec.

Outro aspecto que torna Quebec uma escolha popular para avistar baleias é a qualidade das excursões de observação disponíveis na região. As operadoras locais são experientes e comprometidas em oferecer experiências seguras e educativas para os visitantes, muitas vezes incluindo guias especializados que compartilham conhecimentos sobre a vida marinha e a ecologia da região.

Quais espécies de baleias você pode esperar avistar?

Bem, como acontece com qualquer tipo de interação com animais em seu habitat natural, tudo depende de uma combinação de fatores, como a experiência dos guias, o tipo de embarcação, o clima e, é claro, sua sorte. A primeira coisa que todos os guias deste passeio informam aos turistas é: NÃO HÁ GARANTIAS DE VOCÊ VAI VER BALEIAS, MAS… (E você assina um termo concordando com isso)

Eu, particularmente, tive sorte, mas já ouvi de algumas pessoas que o passeio foi decepcionante. Por exemplo, meu vizinho, que é um autêntico nativo de Quebec, tentou ver as baleias por duas vezes, mas não teve sucesso. Como mencionei, é essencialmente uma combinação de fatores.

Em 70% dos passeios, é provável que aviste caudas, dorsos e até mesmo alguma aproximação das baleias até o barco, o que, para mim, já foi bastante emocionante, considerando o tamanho delas. No entanto, se tiver muita sorte, poderá testemunhar momentos como os mostrados nos vídeos a seguir.

ATENÇÃO!!! ASSISTA AOS 2 VÍDEOS A SEGUIR SEM ACELERAR A REPRODUÇÃO, POIS ISSO IRÁ ESTRAGAR A SURPRESA E O SUSPENSE.

Este vídeo em especial tem quase 80 milhões de visualizações.

Destinos populares para avistamento de baleias em Quebec

Para aqueles que desejam ver baleias em Quebec, existem diversos pontos de observação ao longo da costa do Golfo do Saint-Laurent que oferecem excelentes oportunidades para avistá-las tanto dentro do barco como em terra firme.

Também vou me concentrar nos pontos parada mais populares, mas isso não significa que você não possa descobrir muitos outros em roteiros alternativos conhecidos apenas pelos moradores locais, já que há locais de observação que você não precisa sair de barco. Um bom binóculos ou câmera podem resolver seu problema.

PUBLICIDADE

Se estiver visitando a província de Quebec como turista, você pode escolher partir tanto de Montreal quanto de Quebec City, já que ambas as cidades possuem aeroportos.

Pontos de parada para quem vai pela Margem Norte do Saint-Laurent (Melhor e mais bonito caminho)

Baie-Sainte-Catherine (Primeira parada)

  • 473 km partindo de Montreal (Muito longe para um bate e volta)
  • 208 km partindo de Ville de Quebec (É possível um bate e volta)

Localizada a poucos quilômetros do Fjord de Saguenay, Baie-Sainte-Catherine também é um ponto de partida popular para excursões de observação de baleias. Os barcos partem daqui em direção ao Golfo do Saint-Laurent, onde os visitantes têm a chance de avistar uma variedade de espécies de baleias em seu habitat natural.

Este é um ponto de partida interessante se você quer economizar tempo e evitar custos adicionais com a travessia da balsa para cruzar o Fjord du Saguenay.

Eu diria que é uma boa opção apenas se você não tem interesse em infraestrutura e planeja fazer uma viagem rápida de ida e volta saindo da cidade de Quebec. Passei rapidamente pelo local, que é até bonito, mas não se compara a Tadoussac.

Tadoussac (Segunda parada)

  • 480 km partindo de Montreal (Muito longe para um bate e volta)
  • 215 km partindo de Ville de Quebec (É possível um bate e volta)

Localizado na confluência do rio Saguenay e do Golfo do Saint-Laurent, Tadoussac é reconhecido como um dos melhores lugares do mundo para avistar baleias. As águas ricas em nutrientes nesta região atraem uma grande diversidade de espécies de baleias, incluindo as majestosas baleias-jubarte e as adoráveis baleias-belugas.

Inclusive, foi esse o destino que escolhi para planejar minha Road Trip partindo de Montreal, mas não se preocupe, irei detalhar todo o roteiro a seguir.

Uma das coisas que mais me surpreendeu em Tadoussac foi avistar dunas de areia semelhantes às que encontramos em Natal, no Rio Grande do Norte. Se você tiver a sorte de chegar durante a maré baixa, pode até sentir-se como se estivesse no Nordeste do Brasil, só não se engane com a temperatura da água, pois logo perceberá que não se trata daquelas águas quentinhas com as quais estamos acostumados na terrinha.

Os passeios de barco partem regularmente do porto de Tadoussac, bastante estruturado para o turismo por sinal, oferecendo aos visitantes a oportunidade de explorar as águas e avistar baleias de perto, mas será necessário embarcar em uma balsa para cruzar o Fjord du Saguenay.

PUBLICIDADE

Les Escoumins (Terceira parada)

  • 517 km partindo de Montreal (Muito longe para um bate e volta)
  • 247 km partindo de Ville de Quebec (É possível um bate e volta)

As excursões de observação de baleias partem regularmente do porto de Les Escoumins, levando os visitantes em barcos especialmente equipados para oferecer uma experiência confortável e segura.

Ainda assim, este seria um ponto de observação interessante se você planeja explorar outros roteiros e tem tempo disponível para viajar mais. No entanto, não acho que valha a pena se você já visitou Tadoussac.

Pontos de parada para quem vai pela Margem Sul do Saint-Laurent

Rivière-du-Loup (Primeira parada)

  • 439 km partindo de Montreal (Muito longe para um bate e volta)
  • 215 km partindo de Ville de Quebec (É possível um bate e volta)

Se vai pela rota sul, outra opção para avistar baleias é a cidade de Rivière-du-Loup, que oferece uma atmosfera encantadora e acesso conveniente às águas do Golfo do Saint-Laurent. Os passeios de barco partem do porto de Rivière-du-Loup, levando os visitantes em uma jornada em busca das gigantes gentis do mar.

Mas tenha em mente que a viagem de carro pela Margem Sul do Saint-Laurent não possui tantos atrativos quanto a Margem Norte, principalmente devido ao fato de que as estradas do lado norte apresentam maior elevação ao passarem por algumas falésias.

Além disso, percebi que o lado norte oferece paisagens mais exuberantes. Em minha opinião, uma das vantagens que vejo em uma viagem seguindo pela Margem Sul do rio é a oportunidade de apreciar o pôr do sol nesta época do ano. No entanto, há muito menos infraestrutura e menos turismo desse lado, a menos que Gaspé seja o destino final, outro ponto alto da margem sul do golfo.

Gaspé (Segunda parada)

  • 924 km partindo de Montreal (Impraticável para um bate e volta)
  • 700 km partindo de Ville de Québec (Impraticável para um bate e volta)

Localizada na península de Gaspé, esta região oferece não apenas paisagens deslumbrantes, mas também é um excelente ponto de partida para avistar baleias. Os passeios de barco partem do porto de Gaspé, levando os visitantes em uma jornada emocionante pelas águas do Golfo do Saint-Laurent em busca dessas magníficas criaturas marinhas.

Gaspé, situada no ponto mais extremo ao leste de Quebec, é lar de uma das atrações mais icônicas do litoral atlântico da província: o Rocher Percé. Como mencionei anteriormente, só recomendo a observação de baleias pela margem Sul do rio se você planeja visitar esse local.

Esta não é uma viagem rápida ou econômica, portanto, tenha em mente que só vale a pena se estiver planejando uma viagem de pelo menos uma semana.

Quando ir? Melhores épocas para avistar baleias em Quebec

Quando se trata de avistar baleias em Quebec, escolher o momento certo pode influenciar significativamente a experiência. Aqui estão as melhores épocas para avistar baleias nesta região.

Verão (junho a agosto):

  • Esta é a alta temporada para avistar baleias em Quebec, com uma grande variedade de espécies migratórias se reunindo nas águas do Golfo do São Lourenço.
  • Durante o verão, as águas mais quentes atraem uma grande diversidade de baleias, incluindo baleias-jubarte, baleias-minke, baleias-fin e baleias-azuis.
  • As condições climáticas geralmente são mais estáveis durante o verão, proporcionando passeios de barco mais agradáveis e oportunidades ideais de avistamento de baleias.

Em meados de agosto, tive muita sorte tanto com o clima quanto com os avistamentos de baleias. Muitas pessoas consideram essa época a melhor para realizar essa atividade.

PUBLICIDADE

Outono (setembro a novembro):

  • O outono também é uma excelente época para avistar baleias em Quebec, especialmente no início da estação.
  • Durante esta época, as baleias continuam a se alimentar nas águas do Golfo do São Lourenço antes de começarem sua migração para climas mais quentes.
  • Os tons dourados do outono proporcionam um cenário pitoresco para os passeios de barco de observação de baleias, criando uma atmosfera única e memorável.
  • A principal desvantagem desta época é o frio, já que estamos ainda mais ao norte e as águas do golfo são congelantes.

Primavera (abril a maio):

  • A primavera marca o início da temporada de avistamento de baleias em Quebec, com as primeiras baleias começando a retornar às águas do Golfo do São Lourenço após suas migrações de inverno.
  • Embora a temperatura possa ser um pouco mais fria nesta época do ano, as águas ainda são ricas em nutrientes, atraindo uma variedade de baleias em busca de alimento.
  • Durante esta época do ano, os passeios de barco podem ser menos movimentadas, proporcionando uma experiência de avistamento de baleias mais calma e íntima. No entanto, é importante notar que os avistamentos são bem mais raros, além das condições de temperatura que podem ser desconfortáveis, já que a primavera em Quebec é congelante.

Quanto pode custar a aventura para ver as baleias em Quebec?

O custo dessa aventura para ver as baleias em Quebec pode variar bastante dependendo de vários fatores, como a duração do passeio, o tipo de embarcação utilizada, a reputação da operadora turística e a época do ano.

Normalmente, os preços dos passeios de observação de baleias variam em torno de 100 dólares canadenses (+ impostos) por pessoa, para passeios com duração média de 2 horas em embarcações menores, podendo chegar a 200 dólares canadenses se optar por mini cruzeiros de um dia inteiro. (Favor consultar sites das empresas de turismo locais para obter o valor atualizado)

Passeios mais exclusivos ou em embarcações menores podem ter preços mais elevados, especialmente se incluírem combos como visitas a parques em terra, almoços ou até mesmo passeios de helicóptero.

Gostaria de fazer uma breve observação sobre o custo do passeio. Apenas para dar uma ideia de como a inflação afetou o Canadá nos últimos 3 anos, esse mesmo passeio me custou 48 dólares canadenses em agosto de 2020, quando fui com minha esposa e duas filhas, em uma embarcação que, hoje, custa cerca de 115 dólares canadenses, já com impostos inclusos.

Leia também: Quanto custa viver no Canadá em 2024?

Onde, quando e qual empresa contratar?

Antes de tudo, gostaria de esclarecer que eu não estou sendo patrocinado por qualquer uma das empresas que vou mencionar. Minha opinião sobre o serviço que contratei não deve ter um peso significativo em sua escolha, pois, como mencionei anteriormente, tive sorte. Na maioria dos casos, a frustração de não avistar as baleias têm um impacto muito grande nas avaliações negativas.

Onde contratar?

Quanto a onde contratar esses passeios, há várias opções disponíveis em diferentes cidades ao longo da costa de Quebec, como Tadoussac, Baie-Sainte-Catherine, Les Escoumins, Rivière-du-Loup e Gaspé. Muitas operadoras turísticas oferecem esses passeios e podem ser facilmente encontradas online através de sites de reservas de turismo ou diretamente em seus próprios sites.

Esses passeios são tão populares em Quebec que até mesmo mini cruzeiros e excursões são oferecidos por ônibus ou trem, partindo de Montreal e da Cidade de Quebec, para quem não tem carro ou prefere não dirigir.

Em que momento devo contratar?

É sempre uma boa ideia reservar o passeio com antecedência, especialmente durante os meses de alta temporada, para garantir disponibilidade e evitar contratempos durante a sua viagem. É só lembrar da dica importante que dei logo no começo do texto, vale para tudo aqui.

Eu fiz a reserva com dois meses de antecedência, porém, era um período ainda conturbado e baixa demanda devido ao relaxamento de algumas restrições no setor do turismo por causa da pandemia de COVID-19.

PUBLICIDADE

É possível contratar o passeio no local? Sim, mas esteja ciente do risco de não encontrar disponibilidade, especialmente se estiver em grupo ou em família, e também esteja atento aos horários disponíveis.

Normalmente, os passeios no final da tarde (mais frios e com menos luz) são os que restam para quem reserva de última hora. Eu não recomendo deixar para reservar em cima da hora.

Qual empresa contratar?

É recomendável fazer uma pesquisa cuidadosa para encontrar uma operadora confiável e com boas avaliações, além de verificar se o passeio oferece os serviços e comodidades desejados, como guias especializados, embarcações confortáveis e medidas de segurança adequadas.

Utilizei alguns critérios que considero importantes para definir qual empresa escolher, portanto, sinta-se à vontade para usar estes ou criar os seus próprios.

  1. Localidade e oferta de serviço: É importante notar que a oferta de empresas em uma determinada localidade pode variar consideravelmente. Por exemplo, como a marina de Tadoussac é uma das mais movimentadas e populares, você encontrará várias companhias diferentes. No entanto, isso pode não ser o caso em localidades mais distantes, onde é provável que você encontre apenas uma única empresa dominando o mercado local.
  2. Custo-benefício: Por exemplo, se você for de carro, o custo do passeio será mais acessível saindo da marina local. No entanto, se optar por um pacote de excursão, isso pode não ser o caso. Se a localidade escolhida tiver poucas empresas operando, é provável que o preço não seja o mais econômico.
  3. Idioma: Se você já reside em Quebec há algum tempo, provavelmente não terá problemas para se comunicar em francês, mas o mesmo não se aplica aos turistas que estão apenas experimentando a atração. Como estamos falando de regiões remotas de Quebec, não espere encontrar muitos locais bilíngues para atendê-lo, mesmo se tratando de uma atração turística.
  4. Reserva online: Outro aspecto que pode surpreendê-lo é que os quebequenses, especialmente os proprietários de empresas menores, não são muito adeptos da modernidade ou da tecnologia. Isso, inclusive, explica bem a necessidade tão grande de profissionais de TI na província de Quebec. Assim, empresas menores ainda dependem do bom e velho telefone para resolver tudo. Se você domina o idioma local e não se importa em fazer as coisas à moda antiga, não terá problemas em encontrar atendimento para essa modalidade, algo definitivamente não funciona para mim.
  5. Avaliações: Embora sejam úteis, confiar apenas nas estrelas pode ou não ser útil, pois você pode contratar uma empresa com 5 estrelas e, por falta de sorte, ter uma experiência de uma estrela. Já passei por isso algumas vezes e não considero que as avaliações sejam o aspecto mais importante.

Com essas informações em mente, aqui está uma lista de algumas empresas que oferecem esse passeio em Quebec:

Baseado nesses critérios e, porque conhecer Tadoussac era o meu objetivo, optei pela maior e mais renomada de Quebec, chamada Croisières AML (ou AML Cruises em inglês), para realizar o passeio de duas horas na modalidade Zodiac Whale Watching 2-hour Adventure Tour in Tadoussac.

Para uma visão geral da minha experiência com ela, aqui está uma tabela com minha avaliação.

CritériosAvaliação
Conforto da embarcação⭐️⭐️⭐️
Cortesia no atendimento⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Profissionalismo do guia⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Adrenalina do passeio⭐️⭐️⭐️⭐️
Brindes e mimos⭐️⭐️⭐️⭐️
Segurança⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Trajes de proteção (higiene)⭐️⭐️⭐️
Sistema de Reserva Online⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Atendimento bilíngue (Guia e tripulação)⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Custo-benefício *⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
* Lembrando que paguei um preço abaixo da média devido as circunstâncias que mencionei.

Roteiro partindo de Montreal a Tadoussac para ver as baleias

Acredito que, até este ponto do texto, você será capaz de criar seu próprio roteiro para avistar as baleias sem muita dificuldade. No entanto, para aqueles que apreciam algumas dicas valiosas em viagens, vou tentar resumir minha experiência em alguns parágrafos.

  • Quando fez essa viagem? Entre os dias 07 e 09 de agosto de 2020.
  • Duração da viagem: Saimos numa sexta a tarde e chegamos em Montreal na noite do domingo.
  • Quem foi junto? Minha esposa e minhas duas filhas gêmeas (estavam 15 anos na época).
  • Meio de transporte usado? Meu carro, na época, um SUV de pequeno porte.
  • Quantos tanques de gasolina foram necessários? Considerando que percorremos cerca de 1000 km, foram utilizados dois tanques e meio.
  • Qualidade da estrada e segurança: Boa parte é feio em pistas de duas ou mais faixas, mas depois da Cidade de Quebec serão muitos trechos com apenas uma faixa em via local.
  • Houve alguma parada parada no caminho? Paramos em 2 cidades e em alguns mirantes pelo caminho.
  • Houve alguma parada para dormir no caminho? Sim, Holiday Inn Express Quebec Sainte-Foy (2 noites, uma na ida e outra na volta)

Primeiro dia (Sexta-feira)

Partimos de Montreal com destino à cidade de Quebec por volta das 17h. Esse trajeto normalmente leva de 2 a 3 horas, dependendo do tráfego e do dia da semana. Percorremos 260 km até chegarmos ao hotel para descansar cedo, já que nosso objetivo era sair antes das 7h da manhã para aproveitar bem o dia em um bate e volta até Tadoussac (215 km partindo de Ville de Quebec).

Neste primeiro dia, o hotel serviu apenas como base, pois planejamos sair de Tadoussac com calma e passar mais uma noite em Quebec para aproveitar o dia na cidade antes de voltarmos para Montreal.

PUBLICIDADE

Você pode estar se perguntando agora por que não fomos diretamente de Montreal para Tadoussac e ficamos lá para aproveitar mais a cidade e suas atrações. Simplesmente porque, além de ser um trajeto muito cansativo (517 km), não havia mais vagas nos hotéis lá, então optamos por ficar em Quebec como uma solução alternativa. Como mencionei anteriormente, é importante ter em mente que três meses antes do verão canadense podem não ser tempo suficiente para planejar suas viagens por aqui.

Segundo dia (Sábado)

Trajeto até a balsa: Aqui começa a verdadeira diversão, pois já havíamos visitado a Cidade de Quebec uma vez em 2017, quando viemos visitar o Canadá como turistas. Desta vez, nosso principal objetivo era ver as baleias.

Tivemos muita sorte de pegar um final de semana ensolarado, com uma temperatura média entre 22 e 27 graus Celsius, algo esperado nesta época do ano.

Antes de chegarmos ao nosso destino final, gostaria de destacar algumas paradas interessantes ao longo do caminho, como os mirantes no topo das falésias que encontraremos. Note na foto abaixo que a extensão do rio São Lourenço é tão vasta que a impressão é de estar olhando para o mar, devido à grande distância até a margem sul. Nesse trecho, ainda estamos bastante próximos da cidade de Quebec, seguindo na direção leste.

Durante o trajeto, fizemos algumas paradas rápidas em outros mirantes, além de passar por uma cidade cujo nome não me recordo agora.

Uma coisa que nos impressionou bastante foi sentir o cheiro do mar vindo do rio, mesmo estando a pelo menos uns 500 km de distância de onde o mar começa a se misturar com o rio. Foi muito bom sentir essa atmosfera novamente após 2 anos sem visitar uma praia do nordeste brasileiro, já que vivemos em Montreal, uma ilha fluvial.

Travessia de balsa de Baie-Sainte-Catherine até Tadoussac: Reserve um tempo em seu planejamento, pois, apesar de a travessia ser rápida, o tempo de espera para embarcar o carro e o início da viagem de barco leva cerca de 20 minutos.

Você não precisa comprar os bilhetes, pois a travessia é gratuita, com viagens a cada 20 minutos. Acesse esse link para saber os horários de funcionamento.

Primeiras impressões ao chegar em Tadoussac

A cidade é charmosa e bem preparada para o turismo, com uma atmosfera típica balneário de verão à beira-mar. Existem alguns pequenos hotéis ou “cottages”, como são chamados em Quebec, e uma boa seleção de pequenos bares e restaurantes locais. Achei uma lista de hoteis que você pode consultar no TripAdvisor.

Como não tínhamos muito tempo a perder, fomos logo retirar nossos ingressos na bilheteria da marina indicada pela empresa de turismo onde comprei o pacote e seguir para nossa próxima parada, as dunas.

Dunas de Tadoussac: As dunas de Tadoussac são uma atração a parte na cidade que eu recomendo, mas você precisa reservar pelo menos umas 2 ou 3 horas para explorá-las, preferencialmente durante a maré baixa. Apesar de estarem próximas à marina (a apenas 10 minutos de carro), esse passeio pode ser cansativo para quem não está preparado.

Se você é do nordeste do Brasil como eu, devo avisar que não espere encontrar nada parecido, mas ainda assim, para quem vive nesta geleira chamada Quebec, ver dunas de areia vizinhas a casa do Papai Noel no Polo Norte é algo verdadeiramente impressionante. Não pude deixar de imaginar como seria ver tudo isso congelado.

A água estava extremamente gelada, mas minha esposa, que é meio maluca por natureza, não resistiu e deu um mergulho. Há até uma cachoeira entre as dunas, algo realmente bonito de se ver.

Meu conselho é o seguinte: faça esse passeio se estiver em boas condições físicas, pois descer para curtir a prainha é moleza; o desafio está na subida até o topo da duna, que é bastante exaustiva, sendo algo mais desafiador do que subir o Morro do Careca em Natal, no Rio Grande do Norte.

Minhas fotos não conseguem transmitir a verdadeira altura das dunas, mas encontrei uma na internet com um ponto de vista que mostra o verdadeiro tamanho da brincadeira.

Finalmente, as baleias

Nosso passeio de barco para ver as baleias estava programado para às 15h. Assim, logo após visitarmos as dunas, fizemos uma pausa para um almoço rápido e seguimos em direção à marina.

Uma dica para quem pretende seguir o mesmo roteiro é procurar algo rápido para comer, como lanches, pois os restaurantes costumam ficar lotados nesta época do ano, com grandes filas de espera.

Você também pode estar se perguntando agora como um passeio de 2 horas, começando às 15h, pode ser viável se você precisa retornar para a cidade de Quebec ainda no mesmo dia e não quer dirigir durante a noite.

Bem, se você já mora em Quebec, como eu, sabe que durante o verão os dias são muito longos. Sair de Tadoussac com destino a Quebec às 18h não chega a ser um problema, já que temos luz solar até por volta das 21h. Aliás, o plano era justamente ver o pôr do sol durante o retorno.

Hora de embarcar: Ao embarcar na lancha do tipo Zodiac, um bote inflável rígido com uma cabine acoplada capaz de acomodar 24 passageiros, fomos orientados a vestir roupas térmicas especiais. Isso é um procedimento padrão de segurança, uma vez que, mesmo com uma temperatura de 27 graus e sol intenso na terra firme, a temperatura pode cair até 10 graus a poucos metros da costa.

Eles alertam todos os participantes do passeio para virem vestidos com roupas de frio para usar sob os casacos fornecidos, que são muito feios por sinal. Nada contra a roupa dos “garis”, mas você se vai sentir um deles bem rápido.

Dica! Coisas como um conjunto de calça e suéter de moletom são suficientes se fizer o passeio durante o verão, mas um item que não achei que seria necessário e acabei esquecendo foram luvas. Houve momentos em que eu mal conseguia segurar o celular para filmar devido ao frio durante o deslocamento da lancha. Se você é muito sensível ao frio, recomendo usar meias térmicas e proteção para a cabeça, como um gorro.

Leia também: Rafting em Montreal: Desafie sua coragem enfrentando as corredeiras do Rio Saint-Laurent

Como mencionado no início deste post, fomos muito sortudos com o clima e os avistamentos. Claro, nada de saltos enormes como os dos vídeos que mostrei no YouTube, mas o que vi foi suficiente para me surpreender. Depois dessa experiência, o espetáculo das orcas que assisti no SeaWorld uma década atrás pareceu muito mais cruel do que eu já imaginava.

O desafio real é capturar o momento exato em que as coisas acontecem, pois você também quer aproveitar o passeio sem ficar constantemente atrás das lentes da câmera ou do celular.

Avistamos algumas baleias-minke e alguns grupos de baleias-jubarte. Para mim, foi um espetáculo vê-las ao vivo junto com a paisagem do rio. Isso se tornou ainda mais especial com o passeio final na confluência do rio Saguenay, que na verdade é um fiorde.

Algumas espécies de baleias, como as belugas, nadam por toda a extensão do rio, chegando até o famoso lago Saint-Jean.

A seguir, você pode conferir um trecho de uma das minhas filmagens mais próximas das baleias. Para capturar momentos como este, é necessário que o barco permaneça com o motor desligado por alguns minutos para não estressar ou afastar as baleias.

Você fica tenso, olhando para o horizonte, esperando por um salto como os que mostrei no YouTube o tempo todo, especialmente se estiver preparado para o passeio com muita informação. Mas como mencionei, pode ser uma experiência linda, mas também pode não acontecer nada.

Além das baleias, é possível avistar focas e golfinhos. Chegamos a avistar algumas antes de encontrar as baleias, enquanto íamos em direção ao fiorde.

O guia também compartilha uma história impressionante sobre esse farol no meio do rio, mas acho que é melhor você ouvir durante o passeio. Já dei spoilers demais neste guia.

Bom, vou encerrar por aqui, senão você terá informação demais e todo o suspense se perde.

Dicas bônus para uma experiência com baleias bem-sucedida

Se ainda restam dúvidas sobre o passeio e você incessantemente meticuloso como eu, aqui estão algumas das perguntas mais frequentes para ajudar a otimizar seu planejamento de viagem.

1. Ir de Carro ou Motorhome?

Resposta: Se você tem dinheiro e tempo disponíveis, definitivamente recomendo ir de motorhome. Não há nada mais incrível do que explorar o Canadá dessa forma, especialmente sendo a terra do camping. No entanto, prepare-se para adquirir passes de camping ou estacionamento antes de março, pois assim como os hotéis, eles tendem a esgotar rapidamente.

2. Onde dormir nas paradas?

Resposta: Como eu planejava usar Ville de Quebec como base de apoio, ficar em um hotel fora do centro e mais econômico foi uma opção conveniente. No entanto, você pode economizar ainda mais se optar por hotéis em cidades menores ao longo do caminho, especialmente se seu objetivo for apenas dormir. Essa é uma maneira eficaz de reduzir significativamente seus custos se estiver viajando de carro.

3. Esse é um passeio para fazer com filhos pequenos (menores de 6 anos)?

Resposta: Conforme informado pela própria empresa de turismo, por questões de segurança, não é permitida a presença de crianças menores de 6 anos a bordo de embarcações menores, como o Zodiac. Para contornar essa restrição, eles oferecem um tipo de passeio em mini cruzeiros em barcos maiores, como este disponível neste link aqui.

4. Lancha Zodiac ou Barco maior, qual é a melhor experiência para ver as baleias?

Resposta: Se você tem necessidades especiais de acessibilidade, crianças pequenas ou simplesmente prefere evitar emoções fortes, optar por uma embarcação maior pode ser a melhor escolha. Além de oferecer mais conforto, incluindo facilidades como banheiros (apenas nas maiores), esses barcos podem ser uma ótima opção para quem deseja realizar o passeio fora da temporada de verão. Acredite, mesmo com o sol e o calor de 27 graus que você viu nas fotos, eu senti frio; imagine na primavera ou no outono, quando as temperaturas mal alcançam os 10 graus. Minhas única ressalva é que, é menos provável que você tenha a experiência de avistar as baleias de perto, já que é mais difícil que elas se aproximem de embarcações maiores.

5. Melhor época do ano para fazer o passeio?

Resposta: Sem dúvida, agosto é a melhor época. As empresas de turismo costumam vender pacotes informando que é possível avistar as baleias de março a outubro, mas agosto é o ponto alto. Além disso, um pouco de calor e sol nunca fazem mal para quem está ansioso para sair da friaca que passamos por quase 6 meses.

6. Quantos dias você recomenda para essa viagem?

Resposta: Um final de semana foi o bastante para mim, mas confesso que se pudesse refazê-la com um planejamento mais elaborado, reservaria de 4 a 5 dias. Vale ressaltar que esse cenário é considerado partindo de Montreal; para aqueles que vivem mais ao norte, perto de Ville de Quebec, o planejamento pode ser bem mais curto. Eu eu senti que poderia ter feito mais paradas em cidades costeiras, porém não o fiz devido à falta de tempo.

Como dormirmos do sábado para domingo em Quebec, aproveitamos o dia para explorar coisas que ainda não tínhamos conhecido como as Cataratas de Montmorency, algo que recomendo no verão, mas tem de descer as escadarias e tomar banho, se não não tem graça.

Espero sinceramente que este guia seja útil para o seu planejamento de viagem pela bela província canadense de Quebec, repleta de encantos naturais.

Este é o primeiro guia de turismo que escrevo para o blog, então, por favor, deixe seus comentários e sugestões. Prometo dedicar mais tempo a esse tipo de conteúdo nos próximos meses, pois tenho muitas histórias para compartilhar sobre minhas viagens pelas terras geladas do norte.

Leia também: Rafting em Montreal: Desafie sua coragem enfrentando as corredeiras do Rio Saint-Laurent

Com isso, encerro por hoje. Não se esqueça de se inscrever em nossa newsletter para receber atualizações semanais com estudo, trabalho, imigração e a vida no Quebec.

Nos vemos no próximo post! 😀

Esse artigo foi útil para você?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Ajude mais pessoas compartilhando esse artigo em suas redes sociais

SOBRE O AUTOR

Pernambucano de raiz longe da terrinha desde 2018. Mais de duas décadas dedicadas à tecnologia web, comércio eletrônico e marketing. Nas horas vagas, sou pai, esposo, apaixonado por ciclismo, blogueiro e tiktoker. Enfin, é isso que eu faço.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Deixe um comentário