PUBLICIDADE

Imigração | Sociedade

Relatório revela impacto de Imigrantes Temporários em Quebec

No dia 26 de fevereiro de 2024, o Institut du Québec (IDQ) lançou um relatório sobre imigração temporária intitulado “O Impacto dos Imigrantes Temporários no Mercado de Trabalho em Quebec: Compreendendo para Agir”. Mas o que esse relatório revela e como esses dados podem afetar os Imigrantes Temporários?

Por Marco Vasconcelos

Publicado em 15 de março de 2024

Atualizado há 2 semanas

Relatório Revela Impacto de Imigrantes Temporários em Quebec

Lista de tópicos:

()

Imigrantes Temporários em Quebec: Problema ou solução?

Embora as políticas públicas tenham facilitado a chegada de um número sem precedentes de residentes temporários para suprir as necessidades de mão de obra das empresas, o relatório levanta duas questões cruciais.

A primeira delas questiona retrospectivamente a abrangência das medidas em prol da imigração temporária no contexto da relação entre imigração e economia.

A segunda, que é em parte consequência disso, focaliza na prática de considerar apenas a imigração permanente nos cálculos dos limites anuais, o que equivale a abordar a imigração de forma isolada, distorcendo a avaliação do verdadeiro impacto das entradas na capacidade de acolhimento da província.

Leia também: O que muda para você com a residência permanente no Canadá

Explosão da imigração temporária na província de Quebec

Vários elementos amplamente discutidos nos últimos meses são respaldados por dados concretos. Entre eles, destaca-se o aumento significativo no número de pessoas com autorização de trabalho temporário em Quebec, que passou de 43.770 em 2015 para 167.435 em 2023.

Além disso, os estudantes estrangeiros totalizaram 117.745 no último ano, somados aos requerentes de asilo, totalizando 528.034 pessoas com status temporário. Surpreendentemente, em 2023, o número de residentes temporários superou o de residentes permanentes.

Leia também: Novas regras para estudantes internacionais no Canadá em 2024: Resumão

Atualmente, 1,8% da população de Quebec é composta por residentes temporários, comparado a 1,9% para todo o Canadá. No entanto, o crescente número populacional em Quebec gerou debates sobre a capacidade da província em fornecer moradia e acesso a serviços públicos.

PUBLICIDADE

Diante do aumento da imigração temporária, os governos estão considerando medidas para limitar essa tendência, como a imposição de um limite máximo de dois anos para licenças de estudo.

Esse aumento é resultado das políticas públicas destinadas a atrair trabalhadores estrangeiros e facilitar o acesso das empresas a uma mão de obra diversificada, em um contexto de mudanças demográficas e um grande número de aposentadorias, além das medidas adotadas após a pandemia de COVID-19 para estimular a economia.

Como resultado, empregadores e instituições de ensino secundário viram um aumento significativo na proporção de imigrantes, tanto trabalhadores quanto estudantes.

Apoio global à economia

Em termos gerais, a imigração tem sido benéfica. Ela ajudou a compensar a perda de aposentadorias e a estabilizar a demografia. Além disso, setores em dificuldades, como manufatura (16% da força de trabalho), atacado e varejo (12%), e alojamento e restauração (9%), dependem significativamente de trabalhadores temporários. E, é claro, enquanto os imigrantes temporários utilizam os serviços públicos, também contribuem como consumidores, impulsionando a economia local.

Leia também: População do Canadá acaba de ultrapassar 40 milhões e estabelece um novo recorde

No entanto, as medidas para atender às necessidades específicas das empresas por meio da imigração não são as mais eficazes. Por exemplo, 59.820 pessoas chegaram via Programa de Trabalhadores Estrangeiros Temporários (PTET), enquanto 107.615 chegaram por meio do Programa de Mobilidade Internacional (PMI), que atrai mais trabalhadores qualificados, embora não necessariamente alinhados com as demandas econômicas. No entanto, muitos desses trabalhadores altamente qualificados destacam Quebec internacionalmente.

Quase metade deles são graduados canadenses que optaram por trabalhar em Quebec, preenchendo todos os critérios para obter residência permanente e integrar-se melhor à província. Em 2023, 75% das pessoas que obtiveram residência permanente a partir de um status temporário em Quebec eram titulares de uma licença concedida pelo PMI.

Leia também: Novo Programa de Experiência de Quebec 2023: Caminho mais rápido para o Canadá

PUBLICIDADE

Deficiências e crise na saúde e na construção

Contudo, o relatório destaca que, apesar deste aumento, os setores da construção, assistência social e saúde enfrentam desafios contínuos. Por exemplo, o Programa de Trabalhadores Estrangeiros Temporários (PTET) é pouco utilizado no setor da saúde, enquanto a agricultura o emprega intensamente (representando 23% das licenças em 2023), assim como a manufatura.

Essas lacunas podem ser atribuídas a “regulamentos mais complexos e restritivos que dificultam o recrutamento de trabalhadores estrangeiros e o reconhecimento de suas habilidades”, de acordo com o relatório. Notavelmente, a situação em Quebec é mais crítica do que na Colúmbia Britânica ou Ontário no setor da construção, por exemplo.

O Institut du Québec (IDQ) não define um limiar ideal para a economia de Quebec, mas observa que um aumento na imigração não resulta necessariamente em um aumento no padrão de vida coletivo.

Considerações finais e reflexão

Frente a esses desafios, os autores do relatório apresentam propostas para desenvolver “políticas de imigração mais coerentes”. Entre elas, destacam-se as seguintes:

  • Antecipar e coordenar a imigração temporária de forma mais eficaz. Em vez de apenas estabelecer limites para a imigração permanente, recomenda-se uma maior sincronização entre os diferentes programas, alinhando assim as duas formas de imigração.
  • Aperfeiçoar a transição entre licença temporária e residência permanente, um processo que nem sempre é direto.
  • Adotar abordagens mais assertivas para atender às necessidades de setores em dificuldade, como saúde e construção, especialmente considerando as demandas de longo prazo de Quebec.
  • Aprimorar a coleta de dados sobre imigrantes temporários para aprimorar análises e previsões mais precisas sobre a imigração.

Voce pode consultar o relatório na integra clicando neste link.

Com isso, encerro por aqui. Não se esqueça de se inscrever em nossa newsletter para receber atualizações semanais sobre como se preparar para essa jornada que carinhosamente chamamos de imigração.

Nos vemos no próximo post! 😀

Esse artigo foi útil para você?

PUBLICIDADE

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Ajude mais pessoas compartilhando esse artigo em suas redes sociais

SOBRE O AUTOR

Pernambucano de raiz longe da terrinha desde 2018. Mais de duas décadas dedicadas à tecnologia web, comércio eletrônico e marketing. Nas horas vagas, sou pai, esposo, apaixonado por ciclismo, blogueiro e tiktoker. Enfin, é isso que eu faço.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Deixe um comentário