PUBLICIDADE

Guias | Onde Morar

Bairros de Montreal: Guia de Verdun

Explore as melhores atrações do bairro de Verdun em Montreal com este guia completo. Se você busca uma atmosfera histórica, uma cena artística vibrante ou uma comunidade familiar acolhedora, este guia o ajudará a se encantar pelo bairro de Verdun.

Por Marco Vasconcelos

Publicado em 27 de março de 2024

Atualizado há 2 semanas

Bairros de Montreal Guia de Verdun

Lista de tópicos:

()

Sobre o Guia de Verdun

Este artigo é parte de uma série especial chamada “Explorando os Bairros de Montreal“. A cada semana, estarei compartilhando um guia completo sobre um dos diversos bairros de Montreal, oferecendo uma visão abrangente sobre suas características residenciais, opções de lazer, dinâmica familiar e turismo.

Além disso, irei incorporar minha perspectiva pessoal em algumas análises. Fique atento para mais informações sobre os bairros dessa cidade tão cheia de contrastes chamada Montreal.

Leia também: Morar em Montreal: 12 Pontos que deve considerar antes viver nesta cidade

Verdun: A renovação urbana e as margens do Rio Saint- Laurent

Fundado em 1875 e integrado como bairro de Montreal em 2002, Verdun possui uma rica história que remonta a milhares de anos. Descobertas arqueológicas recentes próximas à Maison Nivard-De Saint-Dizier revelaram vestígios de povos indígenas datados de 5.500 anos atrás.

Nas últimas décadas, Verdun passou por uma transformação notável, com um foco renovado em urbanismo, espaços verdes e desenvolvimento sustentável. A demografia diversificada do bairro atrai jovens profissionais, famílias e aposentados, atraídos pela proximidade com o centro de Montreal, parques e instalações culturais.

A cultura da mobilidade ativa é proeminente em Verdun, onde ciclistas, pedestres e skatistas aproveitam ao máximo os 27 quilômetros de ciclovias, 9,5 quilômetros de trilhas para pedestres e 15 quilômetros de costa pública.

Morar em Verdun é mergulhar na serenidade do rio e aproveitar ao máximo os amplos espaços verdes e a vibrante cena urbana do bairro.

Onde está situado o bairro de Verdun?

Com aproximadamente 69.000 habitantes, os residentes de Verdun desfrutam de uma conveniente proximidade ao centro da cidade, graças às três estações de metrô locais.

PUBLICIDADE

A localização estratégica de Verdun proporciona fácil acesso ao centro de Montreal por meio de vias principais e transporte público eficiente, incluindo ônibus e metrô.

Estações de metrô do bairro de Verdun: De l’Église, Verdun e LaSalle.

O que o bairro de Verdun oferece a seus moradores

Um dos aspectos mais significativos para determinar a qualidade de um bairro, além dos fatores demográficos e socioeconômicos, é a disponibilidade de infraestrutura para seus residentes.

Isso abrange parques, espaços urbanos planejados e locais para a prática de atividades físicas, destacando-se especialmente a mobilidade. Neste sentido, o bairro de Verdun oferece um conjunto abrangente de opções.

  • 1 Centro de artes
  • 2 Bibliotecas públicas
  • 1 Arena esportiva
  • 11 Pistas de patinação ao ar livre
  • 1 Praia
  • 4 Piscinas externas e piscinas para crianças
  • 16 Almofadas de respingo
  • 2 Centros comunitários
  • 3 Hortas comunitárias
  • 26 Quadras de tênis
  • 45 Parques e praças públicas
  • 36km de ciclovias
  • 1 Parque de skate
  • 2 Quadras de vôlei de praia
  • 2 Trilhas de esqui cross-country
  • 1 Pista de dança ao ar livre
  • 1 Museu e sítio arqueológico
  • 3 Estações de metrô

Regiões do bairro de Verdun

L’Île-des-Sœurs

L’Île-des-Sœurs é uma comunidade residencial situada em um ambiente urbano singular, proporcionando acesso rápido ao centro de Montreal. Além disso, é lar da bela área arborizada do Domaine Saint-Paul, reconhecida como um ecossistema florestal excepcional pelo Ministère des Forêts, de la Faune et des Parcs.

Leia também: Bairros de Montreal: Conheça as 4 regiões dessa ilha e seus contrastes

Crawford

Crawford, uma área residencial situada ao norte do Canal de l’Aqueduc, foi estabelecida na década de 1940 e é motivo de orgulho para os habitantes locais. Cada edifício nesta região emana uma sensação de familiaridade, adicionando charme único ao bairro.

Rue Wellington

A Rue Wellington, conhecida localmente como “la Well”, é a principal rua comercial de Verdun, oferecendo uma eclética mistura de pequenas empresas e restaurantes. Esta movimentada rua é o coração pulsante da comunidade, hospedando uma variedade de atividades, como o festival Cabane Panache et Bois Rond e o Festival Internacional de Jazz de Verdun.

PUBLICIDADE

Números do bairro de Verdun

Todos os dados apresentados a seguir são públicos e foram obtidos da base de dados do censo de 2016, disponível no site do Statistics Canada.

Essas análises fornecem uma visão geral das características do bairro de Verdun, permitindo insights sobre sua dinâmica social e econômica.

Idioma falado em Verdun
  • Francês (64%): O alto percentual de falantes de francês sugere que o bairro de Verdun tem uma forte influência cultural francesa.
  • Inglês (22%): Embora menor, o uso do inglês indica uma comunidade bilíngue e multicultural.
  • Outros Idiomas (14%): Essa diversidade linguística pode enriquecer a vida social e econômica do bairro.
Polulação de imigrantes em Verdun
  • Nativos (75%): A maioria da população é composta por nativos, o que pode refletir uma base sólida de moradores de longa data.
  • Imigrantes (25%): A presença de imigrantes contribui para a diversidade e vitalidade do bairro.
Ocupação dos imóveis em Verdun
  • Proprietários (37%): Uma parcela significativa de proprietários sugere estabilidade e investimento na comunidade.
  • Inquilinos (63%): A alta proporção de inquilinos pode indicar mobilidade e dinamismo no mercado imobiliário.
Composição familiar em Verdun
  • Casais sem Filhos (46%): Isso pode refletir uma tendência moderna de planejamento familiar e carreiras profissionais.
  • Casais com Filhos (36%): A presença de famílias com filhos sugere uma comunidade voltada para a criação de famílias.
  • Famílias Monoparentais (18%): Essa categoria representa desafios específicos enfrentados por pais solteiros.
Faixa etária em Verdun
  • 25 a 44 anos (34%): A faixa etária mais representada sugere uma população ativa e economicamente produtiva.
  • 45 a 64 anos (26%): Essa faixa etária pode estar associada a profissionais experientes e líderes comunitários.
  • Acima de 65 anos (16%): A presença de idosos indica uma comunidade diversificada em termos de gerações.
Nível de escolaridade em Verdun
  • Graduação e Pós-Graduação (43%): O alto nível de educação pode impulsionar a inovação e o desenvolvimento local.
  • Secundário (High School) (18%): Essa categoria representa a educação básica e a formação profissional.
  • Sem Diploma (14%): A inclusão dessa categoria destaca a importância de programas de educação continuada.
Renda anual em Verdun
  • Menos de $50 mil (45%): Essa faixa de renda pode indicar desafios econômicos para parte da população.
  • Acima de $150 mil (11%): A presença de renda mais alta sugere prosperidade e diversidade socioeconômica.

Minha visão pessoal sobre o bairro de Verdun

Sempre que posso, gosta de planejar atividades em Verdun, especialmente durante o verão. Seja para um passeio de bicicleta, encontrar amigos para um happy hour nos vários pubs espalhados pela Rue Wellington ou mesmo para um passeio de fim de semana com a família, pois sempre há algo acontecendo por lá.

Também aprecio muito dar uma volta de carro pela orla do rio Saint-Laurent nos arredores do bairro e curtir um pouco dos seus parques, mesmo não sendo muito perto de onde eu moro.

Pontos positivos de Verdun

É realmente um bairro muito agradável e bem localizado, que ainda preserva aquele ar de descontração e ritmo familiar de subúrbio, mesmo estando cercado por zonas densamente povoadas, como o centro da cidade.

Entre os pontos altos que considero importantes destacar no bairro estão a mobilidade, os espaços verdes e a sua vibe de bairro hipster.

Pontos negativos de Verdun

Um dos poucos senões de Verdun, se é que ele tem algum, está no fato de que você não encontrará uma oferta de grandes supermercados de grande porte como Walmart, Maxi ou Costco, precisando resolver suas necessidades em mercados menores e mais caros.

Além disso, há uma certa dificuldade em encontrar escolas públicas secundárias bem ranqueadas, algo semelhante ao que ocorre em bairros próximos como Lachine e Lasalle.

PUBLICIDADE

Leia também: Como funciona o sistema escolar em Quebec?

Assim, educar filhos neste bairro com qualidade pode não ser uma tarefa muito fácil, pois estamos falando de um bairro dominado pela faixa etária acima dos 25 anos. Muitos casais jovens sem filhos e idosos se instalam no bairro.

Devido à sua densidade, talvez este não seja o bairro ideal se você pretende usar o carro como principal meio de transporte, uma vez que estacionamentos nesta região podem custar caro. Esta é uma área com poucos locais para estacionar gratuitamente.

Leia também: Aprenda a difícil arte de estacionar em Montreal: Guia Completo

Não menos importante, como estamos falando de um bairro que oferece uma qualidade de vida acima da média em Montreal, é de se esperar que o custo de moradia acessível não seja o seu ponto alto. Este é um bairro relativamente caro para morar.

No quadro a seguir, apresento um resumo contendo todos os critérios que normalmente utilizo para avaliar um bairro em Montreal.

Bairro de VerdunAvaliação
Mobilidade e transporte⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Espaços verdes (parques)⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Meio ambiente e Poluição⭐️⭐️⭐️⭐️
Segurança⭐️⭐️⭐️⭐️
Beleza e arquitetura⭐️⭐️⭐️⭐️
Vida noturna⭐️⭐️⭐️⭐️
Lazer⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Atividades comunitárias⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Comércio (lojas)⭐️⭐️⭐️⭐️
Arte e cultura⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Vibe Turística⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Bom para quem usa carro⭐️⭐️⭐️
Escola para filhos adolescentes⭐️⭐️⭐️
* Os critérios fornecidos são uma síntese de informações provenientes de diversas classificações disponíveis na internet, combinadas com minhas observações pessoais.

Bônus: 5 programas para você fazer no bairro de Verdun

Não posso terminar este artigo sem destacar as atividades mais legais para se fazer em Verdun. Apenas lembrando que esta breve lista resume minhas preferências pessoais de lazer nesta área, mas você pode explorar as suas próprias nos vários blogs locais de Montreal.

1. Pegar uma praia em Verdun

Bem, os moradores locais a chamam de praia, mas na realidade, é apenas um pequeno trecho do rio com areia de praia e uma boa infraestrutura de apoio. Inaugurada oficialmente em 2019, ofereceu aos habitantes de Montreal mais uma opção para desfrutar da areia, mas, na minha opinião, está longe de ser uma verdadeira praia.

Se você realmente precisa de algo que lembre uma praia após um longo período de inverno, a praia do Verdun pode funcionar bem para você, mas recomendo que busque por fotos na web antes de ir, pois não achei imagens com copyright free para colocar no post. De toda forma, a vide do local é bem agitada durante o verão.

2. Explore festival urbano Cabane Panache et Bois rond

O Cabane Panache et Bois rond é um festival urbano de cabanas de açucar realizado em Verdun há mais de uma década e representa a melhor opção dos habitantes de Montreal para experimentar as renomadas Cabana Sucre, como sao chamadas em Quebec, sem sair dos limites da cidade.

PUBLICIDADE

Diversas barracas oferecem produtos locais enquanto bandas locais tocam jazz e músicas tradicionais da cultura quebequense. Estive lá esse e achei um programa legal, embora o clima não tenha colaborado muito.

3. Festival de fantoches de Verdun

Outro festival que ocorre há uma década em Verdun, o Festival Marionnettes Plein la rue, apresenta uma variedade de fantoches – desde os gigantes até os pequenos – em apresentações surpresa ao longo da principal rua Wellington do bairro.

Espalhado por diferentes locais e horários, há algo para ser visto em todas as direções, proporcionando uma experiência única e gratuita para todos os espectadores. Ideal para crianças e divertido para pessoas de todas as idades, é uma experiência bem legal na cidade.

4. Caminhada ou bicicleta ao longo do rio Saint-Laurent

Como mencionado, um dos pontos altos de Verdun é a abundância de espaços verdes disponíveis. Na última contagem, a parte sul do bairro, voltada para o rio Saint-Laurent, conta com até seis grandes parques, além de alguns outros, mais ou menos.

Durante o verão, pegue sua magrela ou alugue uma bicicleta Bixi e explore as piscinas, quadras de vôlei, quadras de tênis, campos de beisebol e muito mais, ou desfrute de um passeio arborizado atrás da École secondaire Monseigneur-Richard e veja se consegue avistar os castores residentes que construíram uma represa na área (sim, estou falando sério sobre essa última parte).

5. Aproveite o que o Saint-Laurent tem de melhor no verão

Se você é fã de atividades aquáticas, pode desfrutar de esportes como canoagem, caiaque e stand-up paddle em um dos melhores trechos do rio para essas atividades.

Se não tiver seu próprio equipamento de aventura e não estiver interessado em investir em equipamentos esportivos, você pode alugar esses equipamentos em uma empresa local chamada NAVI. Lá, eles oferecem wakeboard e wakesurf para os mais aventureiros, juntamente com charters privados para grupos de até seis pessoas, proporcionando uma emocionante diversão em alta velocidade na água.

Um pouco depois do bairro de Verdun, você também pode encontrar atividades como rafting. Escrevi um guia completo para aqueles que apreciam esse tipo de aventura.

Leia: Rafting em Montreal: Desafie sua coragem enfrentando as corredeiras do Rio Saint-Laurent

Em resumo, Verdun oferece uma combinação única de vida urbana e beleza natural, tornando-se um lugar ideal para chamar de lar.

Com isso, encerro por hoje. Lembre-se de se inscrever em nossa newsletter para receber atualizações semanais com estudo, trabalho, imigração e a vida no Quebec.

Nos vemos no próximo post! 😀

PUBLICIDADE

Esse artigo foi útil para você?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Ajude mais pessoas compartilhando esse artigo em suas redes sociais

SOBRE O AUTOR

Pernambucano de raiz longe da terrinha desde 2018. Mais de duas décadas dedicadas à tecnologia web, comércio eletrônico e marketing. Nas horas vagas, sou pai, esposo, apaixonado por ciclismo, blogueiro e tiktoker. Enfin, é isso que eu faço.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Deixe um comentário