PUBLICIDADE

Onde Morar | Projeto Imigrar

Bairros de Montreal: Conheça as 4 regiões dessa ilha e seus contrastes

Planejando uma mudança para Montreal? Neste guia geral, apresento um resumo das características principais de cada uma das quatro regiões da ilha, destacando seus aspectos positivos e negativos. Isso permitirá que você faça uma escolha mais assertiva, encontrando uma região da ilha para morar que corresponda melhor ao seu estilo de vida nessa grande metrópole tão cheia de contrastes.

Por Marco Vasconcelos

Publicado em 12 de março de 2024

Atualizado há 2 semanas

Bairros de Montreal: Conheça as 4 regiões dessa ilha suas particularidades

Lista de tópicos:

()

Não confunda a ilha de Montreal com a Grande Montreal

Muito se discute sobre os bairros de Montreal, sua atividade econômica e cultural, além das particularidades dos seus mais de 30 bairros distintos. No entanto, poucas pessoas explicam o funcionamento das quatro regiões da cidade.

Com o intuito de suprir essa falta de informações para os recém-chegados em Montreal, optei por elaborar este guia para ajudá-los em suas futuras decisões, seja se estiverem considerando residir na cidade ou apenas pensando em mudar de bairro.

É importante destacar que este texto será focado exclusivamente na Ilha de Montreal e em sua população de cerca de 1.7 milhões de habitantes distribuída nas quatro regiões da cidade.

Assim como em qualquer grande cidade, especialmente por ser a segunda maior do Canadá, ficando atrás apenas de Toronto em Ontário, é importante contextualizar geograficamente para esclarecer que as áreas adjacentes à Ilha de Montreal, como Laval (ao norte) ou Longueuil (ao sul), fazem parte da Grande Montreal, mas são municipalidades distintas que compõem dos subúrbios da ilha, cada uma com sua própria administração e regulamentação.

Mapa de Montreal Regioes
Mapa da Grande Região Metropolitana de Montreal por Regiões – Fonte: alloprof

Quando cheguei em Quebec em 2018, minha primeira parada foi em Laval. Nós moramos lá por um ano até eu perceber que as coisas funcionam de maneira bem diferente quando você atravessa a ponte.

Para aqueles que são conterrâneos de Recife, basta fazer a mesma analogia quando olhamos para Olinda e Jaboatão dos Guararapes como cidades-satélites de Recife.

Você até pode morar em uma das duas, mas se quiser ver as coisas acontecendo em primeira mão, vai ter de sair do subúrbio e cruzar a ponte de vez em quando.

Leia também: Morar em Montreal: 12 Pontos que deve considerar antes viver nesta cidade

PUBLICIDADE

A área metropolitana de Montreal é o lar de mais de 4,5 milhões de habitantes, tornando-a a região mais densamente povoada da província, com cerca da metade da população total de Quebec.

Feito esse esclarecimento, vamos discorrer sobre alguns fatos importantes relacionados à geografia de Montreal e à distribuição de seus bairros conforme suas regiões e características.

Bairros de Montreal por região

Todo novo morador de uma cidade que se preze deve iniciar sua jornada de reconhecimento geográfico pelas regiões. Em Montreal, conhecer a região onde se vai morar pode influenciar diversos aspectos, como o valor do aluguel, a rede de transporte público, a densidade populacional, a etnia predominante, as escolas e até no índice de criminalidade. Dito isso, vamos listar as principais características de cada uma delas.

Mapa de Regioes de Montreal Canada
Mapa de Regiões de Montreal, Quebec, Canadá – Fonte: SPVM

Legendas: Quest(Oeste), Sud(Sul), Est(Leste) e Nord(Norte).

CódigoBairrosRegião
1Baie-d’Urfé, Beaconsfield, kirkland, Sainte-Anne-de-Bellevue, SennevilleOeste
3L’île-Bizard, Pierrefonds, Sainte-GenevièveOeste
4Dollard-des-OrmeauxOeste
5Dorval, L’Île-Dorval, Pointe-ClaireOeste
7Saint-LaurentOeste
8Lachine, Saint-PierreSul
9Côte-Saint-Luc, Hampstead, Montréal-Ouest, Notre-Dame-de-GrâceOeste
10Bordeaux, CartiervilleNorte
12Ville-Marie Ouest, WestmountSul
13LaSalleOeste
15Saint-Paul, Petite-Bourgogne, Pointe-Saint-Charles, Saint-Henri, Ville-ÉmardSul
16Île-des-Sœurs, VerdunSul
20Centre-ville (Ville-Marie Ouest), parc du Mont-RoyalSul
21Centre-ville (Ville-Marie Est), Île Notre-Dame, Île Sainte-Hélène, Vieux-MontréalSul
22Centre-SudSul
23Hochelaga-MaisonneuveLeste
26Côte-des-Neiges, Mont-Royal, OutremontOeste
27Ahuntsic OuestNorte
30Saint-MichelNorte
31VillerayNorte
33Parc-ExtensionNorte
35La Petite-Italie, La Petite-Patrie, OutremontNorte
38Le Plateau-Mont-RoyalNorte
39Montréal-NordLeste
42Saint-LéonardLeste
44Rosemont Est-NordNorte
45Rivière-des-PrairiesLeste
46AnjouLeste
48Mercier-Hochelaga-MaisonneuveLeste
49Montréal-Est, Pointe-aux-Trembles Leste
Lista de Bairros de Montreal seguimentados por Região – Fonte: SPVM

Nota! Quem conhece um pouco Montreal vai notar que alguns nomes de bairros famosos não aparecem nessa lista. É importante frisar que há outras subdivisões de bairros dentro de bairros maiores listadas nessa tabela, mas não irei falar deles neste post de hoje para deixar o texto menos denso. Esse será um tópico para outro post.

Nem tudo é Montreal dentro da ilha de Montreal

E um bom exemplo disso são os bairros ou distritos sociológicos de Montreal. Considerados como cidades secundárias dentro da ilha de Montreal (em amarelo), eles são uma forma de categorizar e entender a cidade com base em fatores sociais, econômicos e demográficos.

Eles são definidos não apenas por suas características físicas, mas também pelos grupos sociais que os habitam, seus padrões de vida, cultura e histórias compartilhadas.

Todos bairros do mapa baixo identificados na cor laranja fazem parte gestão da Prefeitura de Montreal. As regiões em amarelo no mapa possuem uma administração municipal própria que caminha junto com a gestão municipal de Montreal, no entanto, elas podem ter a sua própria regulamentação urbana, como o caso curioso de Westmount.

PUBLICIDADE

Mapa de bairros sociologicos de Montreal
Mapa de bairros sociológicos de Montreal – Fonte: Local

Westmount, em amarelo e bem ao centro do mapa, é conhecida por ter uma população predominantemente anglófona, embora também haja uma presença significativa de falantes de francês. Você vai notar que até mesmo a sinalização do tráfego é toda em inglês, fazendo você se sentir em dois mundos dentro de Montreal.

Leia também: Censo canadense revela que famílias de Quebec estão falando menos francês em casa

Historicamente, Westmount tem sido uma comunidade de língua inglesa, especialmente entre os moradores mais antigos e estabelecidos. Muitas das famílias que se estabeleceram em Westmount durante o século XIX e início do século XX eram de origem anglo-saxônica, e o inglês era a língua predominante em suas casas e na comunidade em geral.

Descobrindo as quatro regiões da ilha de Montreal

Descobrir as quatro regiões distintas da ilha de Montreal é como desvendar os diferentes capítulos de uma história fascinante. Cada região possui sua própria identidade marcante, oferecendo uma riqueza de experiências culturais, gastronômicas e paisagísticas para explorar.

Desde os bairros vibrantes e ecléticos do centro até as pitorescas áreas suburbanas as margens tranquilas dos rios que banham essa ilha com seu charme único e suas atrações peculiares.

Região Sul de Montreal (Rive-Sud e Centre-Ville)

O centro da Ilha de Montreal representa o núcleo pulsante da cidade, reunindo uma animada mistura de atividades culturais em meio ao caos de suas áreas comerciais e centro financeiro, além de seus elegantes e sofisticados bairros residenciais.

Lista de Bairros e distritos: Lachine, Saint-Pierre, Ville-Marie Ouest, Westmount, Saint-Paul, Petite-Bourgogne, Pointe-Saint-Charles, Saint-Henri, Ville-Émard, Île-des-Sœurs, Verdun, Centre-ville (Ville-Marie Ouest), parc du Mont-Royal, Centre-ville (Ville-Marie Est), Île Notre-Dame, Île Sainte-Hélène, Vieux-Montréal e Centre-Sud.

Leia também: Bairros de Montreal: Guia de Verdun

PUBLICIDADE

Bairros melhor avaliados 👍Bairros ou áreas mal avaliados 👎
Westmount
Verdun
Vieux-Montréal
Lachine
Île-des-Sœurs
Saint-Pierre
Centre-ville Est-Vieux-Montréal
Centre-Ville-Parc Mont-Royal
* Os critérios utilizados levam em conta a administração local, a limpeza e a conservação, bem como o índice de segurança.
Banner Montreal Centro Voce no Quebec scaled
Centre-Ville de Montreal – Fonte: Banco de Imagens

Aqui estão alguns aspectos importantes sobre essa região:

  1. Destaques: A região central é o lar do distrito financeiro de Montreal, onde estão localizados os principais bancos, instituições financeiras e empresas de serviços financeiros. Arranha-céus imponentes dominam o horizonte, refletindo o dinamismo econômico da área.
  2. Cultura e Entretenimento: A região central abriga muitas das principais instituições culturais e de entretenimento da cidade, como o Museu de Belas Artes de Montreal, o Quartier des Spectacles (distrito de entretenimento), teatros, galerias de arte, cinemas e uma infinidade de restaurantes, bares e cafés.
  3. Comércio e Varejo: Ruas como a Rue Sainte-Catherine são conhecidas por sua concentração de lojas de varejo, boutiques, shoppings e grandes armazéns. Esta é uma área movimentada para compras e turismo, com uma variedade de opções para todos os gostos e orçamentos.
  4. Residencial e Vida Urbana: Embora seja predominantemente uma área comercial e cultural, a região central também possui uma comunidade residencial significativa. Muitos edifícios históricos foram convertidos em apartamentos, e há uma mistura de condomínios de luxo e unidades habitacionais mais acessíveis. A vida urbana floresce aqui, com uma atmosfera animada e uma diversidade de pessoas e culturas.
  5. Transporte e Acessibilidade: A região central é bem servida por transporte público, incluindo estações de metrô, ônibus e bicicletas públicas. Além disso, muitas áreas são facilmente acessíveis a pé, tornando-a conveniente para moradores e visitantes.
  6. Índices de criminalidade: A região sul da Ilha de Montreal é uma mistura de áreas residenciais, industriais e comerciais. Os índices de criminalidade podem variar significativamente entre os bairros, com algumas áreas enfrentando problemas relacionados ao crime, como roubo e vandalismo, enquanto outras desfrutam de uma maior segurança e tranquilidade. Talvez essa não seja a sua melhor escolha para criar filhos menores.
  7. Escolas: Essa região é amplamente reconhecida por suas instituições de ensino superior, que abrigam uma variedade de centros de educação técnica, graduação e pós-graduação em suas prestigiadas unidades de classe mundial, como McGill e Université de Montréal. É considerada um verdadeiro parque de diversões para jovens universitários. Por essa mesma razão, educar os filhos pequenos em escolas públicas é consideravelmente mais desafiador nesta área.
  8. Poluição: Apesar de contar com o Parque Mont-Royal como seu cartão postal e pulmão da cidade, esta região também sofre não apenas com um alto índice de poluição proveniente de indústrias e tráfego intenso de automóveis. Além disso, a poluição sonora é uma das piores em Montreal.
  9. Moradia: Viver com toda essa conveniência e diversidade as margens do belo rio SaintLaurent, vêm com um preço, pois esta é uma das regiões mais caras para se viver em Montreal, especialmente para aqueles que desejam estabelecer residência no Centre-Ville, a área mais nobre de Montreal.
  10. Etina e Idioma: Nessa área residem os mais abastados de Montreal, então não espere encontrar residências de alto padrão ocupadas por imigrantes, com exceção dos estudantes universitários que vêm de diversas partes do mundo. Aqui, o bilinguismo (francês e inglês) é prevalente, mas há quem afirme que os anglófonos constituem a maioria entre os mais bem de vida.

Leia também: Aprenda a difícil arte de estacionar em Montreal: Guia Completo

Região Centro Sul de MontrealAvaliação
Acessibilidade e transporte⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Espaços verdes (parques)⭐️⭐️⭐️⭐️
Meio ambiente e Poluição⭐️⭐️
Segurança⭐️⭐️⭐️
Beleza e arquitetura⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Vida noturna⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Lazer⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Atividades comunitárias⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Comércio (lojas)⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Arte e cultura⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Vibe Turística⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Acessibilidade à moradia⭐️⭐️
Bom para filhos pequenos⭐️⭐️⭐️
* Os critérios fornecidos são uma síntese de informações provenientes de diversas classificações disponíveis na internet, combinadas com minhas observações pessoais.

Região Oeste de Montreal (O Encanto do Campo)

Cidade e vegetação: uma combinação imbatível. Com quatro parques naturais, três áreas arborizadas e uma variedade de bairros modernos e residenciais, o lado oeste de Montreal oferece uma qualidade de vida muito superir a outras regiões da cidade.

Leia também: Como usar o transporte público em Montreal

E não se espante ao se deparar um desses simpaticos visitantes (foto do cervo) caminhando por perto de seu jardim durante as manhãs.

Lista de Bairros e Distritos: Baie-d’Urfé, Beaconsfield, kirkland, Sainte-Anne-de-Bellevue, Senneville, L’île-Bizard, Pierrefonds, Sainte-Geneviève, Dollard-des-Ormeaux, Dorval, L’Île-Dorval, Pointe-Claire, Saint-Laurent, Côte-Saint-Luc, Hampstead, Montréal-Ouest, Notre-Dame-de-Grâce, LaSalle, Côte-des-Neiges, Mont-Royal e Outremont.

Bairros melhor avaliados 👍Bairros ou áreas mal avaliados 👎
Notre-Dame-de-Grâce
Pointe-Claire
Pierrefonds
Sainte-Anne-de-Bellevue
Sainte-Geneviève
Côte-des-Neiges
Dorval
Saint-Laurent (Algumas regiões)
LaSalle (Algumas regiões)
Montréal-Ouest
* Os critérios utilizados levam em conta a administração local, a limpeza e a conservação, bem como o índice de segurança.
Regiao Oeste de Montreal
Região Oeste de Montreal – Fonte: Banco de Imagens

Aqui estão alguns aspectos importantes sobre essa região:

  1. Destaques: Paisagem campestre e progresso sejem de mões dadas. Essa região abriga diversas empresas reconhecidas em ciências da vida, saúde e tecnologias aeroespaciais. Com uma área impressionante de terras, o município de Sainte-Anne-de-Bellevue também é o lar do campus Macdonald da Universidade McGill e sua reserva floral de 245 hectares está acessível a todos.
  2. Cultura e Entretenimento: Não espere a agitação do Centro de Montreal aqui; a atmosfera é mais voltada para bons restaurantes e atividades ao ar livre. Se precisar de algo para fazer em ambientes fechados, há uma variedade de opções de lojas e centros comerciais para escapar do frio.
  3. Residencial e Vida Urbana: Não são apenas as árvores e flores que crescem aqui: as crianças também. O Oeste de Montreal proporciona um ambiente tranquilo e verde para o desenvolvimento das gerações futuras. Com diversos parques naturais, as crianças têm a oportunidade de se envolver em uma ampla variedade de atividades ao ar livre.
  4. Transporte e Acessibilidade: O Oeste de Montreal já é bem servido por vários trens suburbanos, incluindo as linhas de metrô laranja e azul. Com o lançamento do projeto Réseau Express Métropolitain (REM) em 2022, o Aeroporto Trudeau de Montreal (YUL) estará conectado ao centro da cidade de Montreal. No entanto, nesta região, é essencial ter um carro, já que as distâncias são consideráveis para uma rede de ônibus relativamente limitada, especialmente quando comparadas com o centro da cidade.
  5. Índices de criminalidade: Os índices de criminalidade são geralmente muito baixos em áreas mais residenciais, mas isso muda um pouco nos arredores do aeroporto internacional.
  6. Escolas: Este é sem dúvida um local ideal para criar filhos pequenos. Há excelentes escolas tanto no ensino fundamental quanto no médio, que também oferecem uma ampla gama de programas de ensino em fracês e em inglês.
  7. Poluição: A combinação de baixa densidade populacional e uma menor quantidade de indústrias torna esta região uma das melhores em qualidade do ar em Montreal.
  8. Moradia: Residir na região Oeste da Ilha de Montreal pode ser dispendioso, especialmente em bairros mais prestigiados e próximos ao centro da cidade. No entanto, os residentes que escolhem áreas mais distantes no extremo oeste da ilha muitas vezes conseguem habitar em imóveis maiores pagando bem menos do que no centro. Basta ter em mente que vai precisar de carro para tudo.
  9. Etina e Idioma: Nessa área também residem os mais abastados de Montreal, contrastando com bolhas suburbanas em oposição aos elegantes condominios de luxo. Este é um lado da cidade onde o francês é menos presente, principalmente entre os mais abastados. Diferentemento da região sul, aqui não é um territorio de nativos quebequenses. Há muitos orientais e ocupando essa área nos últimos anos.

Leia também: Como comprar um carro usado ou novo pelo menor preço no Canadá em 10 passos

Região Oeste de MontrealAvaliação
Acessibilidade e transporte⭐️⭐️⭐️
Espaços verdes (parques)⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Meio ambiente e Poluição⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Segurança⭐️⭐️⭐️⭐️
Beleza e arquitetura⭐️⭐️⭐️
Vida noturna⭐️⭐️
Lazer⭐️⭐️⭐️⭐️
Atividades comunitárias⭐️⭐️⭐️⭐️
Comércio (lojas)⭐️⭐️⭐️⭐️
Arte e cultura⭐️⭐️
Vibe Turística⭐️⭐️
Acessibilidade à moradia⭐️⭐️⭐️⭐️
Bom para filhos pequenos⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
* Os critérios fornecidos são uma síntese de informações provenientes de diversas classificações disponíveis na internet, combinadas com minhas observações pessoais.

Região Norte de Montreal (Lugar onde história e natureza se misturam)

A partir de agora, posso falar com ainda mais propriedade, já que esta região tem sido meu lar desde 2020. É comum que muitos recém-chegados a Montreal recebam um forte alerta sobre esta região, pois há um grande mal-entendido geográfico sobre ela.

Em primeiro lugar, um dos bairros considerados menos seguros de Montreal é chamado de Montreal-Norte, mas curiosamente, ele não faz parte da região norte em termos de delimitação.

PUBLICIDADE

Se você se referir ao segundo mapa deste post, na ordem de cima para baixo, notará que o bairro número (39), chamado de Montréal-Nord, faz parte da região leste de Montreal.

Leia também: Bairros de Montreal: Guia Ahuntsic-Cartierville

Lista de Bairros e Distritos: Bordeaux, Cartierville, Ahuntsic Ouest, Saint-Michel, Villeray, Parc-Extension, La Petite-Italie, La Petite-Patrie, Outremont, Le Plateau-Mont-Royal e Rosemont Est-Nord.

Bairros melhor avaliados 👍Bairros ou áreas mal avaliados 👎
Outremont
Ahuntsic
Le Plateau-Mont-Royal
La Petite-Patrie
Saint-Michel
Villeray
Bordeaux
* Os critérios utilizados levam em conta a administração local, a limpeza e a conservação, bem como o índice de segurança.
Parc Jarry em Montreal Norte
Parc Jarry em Montreal Norte – Fonte: Arquivo pessoal

Aqui estão alguns aspectos importantes sobre essa região:

  1. Destaques: As margens do rio Prairies podem não ter o mesmo glamour das do rio SaintLaurent, mas certamente não deixam nada a desejar em termos de beleza natural, especialmente com suas paisagens deslumbrantes ao pôr do sol. Esta é uma das coisas que mais aprecio contemplar durante o verão, seja durante uma caminhada com minha esposa ou em um passeio de bicicleta. Além disso, esta região abriga a maior concentração de parques urbanos de Montreal.
  2. Cultura e Entretenimento: Apesar de afastada do agito do centro, esta região é o epicentro pulsante de atividades culturais e étnicas, abrigando uma parcela significativa dos primeiros imigrantes que chegaram entre as décadas de 20 e 50. Essa diversidade se manifesta em pequenos festivais, como os do bairro italiano, latinos, portugueses, judeus e africanos.
  3. Residencial e Vida Urbana: Este é um bairro tradicionalmente residencial, com pequenos estabelecimentos comerciais especializados. Não espere encontrar grandes supermercados ou shoppings centers como nos subúrbios e no centro, mas é justamente esse o charme da região, que possui uma atmosfera hipster. Também é importante mencionar que estamos nos referindo a uma das regiões mais francófonas de Montreal.
  4. Transporte e Acessibilidade: O transporte público é eficiente, com boa disponibilidade de metrô, ônibus e ciclovias. No entanto, o REM ainda não atende completamente esta região como esperado, devido às considerações sobre a preservação do patrimônio urbano histórico.
  5. Índices de criminalidade: Entre as quatro regiões de Montreal, esta pode ser considerada a segunda mais calma, ficando atrás apenas da região Oeste, mas isso varia muito dependendo do bairro em que se vive. No geral, esta é uma região tranquila para criar filhos pequenos.
  6. Escolas: Nesta região, as escolas primárias, secundárias e os CEGEPs (Colégios) são os pontos de destaque. Dependendo dos objetivos educacionais do seu filho, talvez este seja um bairro onde você possa facilmente se estabelecer por muitos anos, garantindo conveniência de transporte para seu filho.
  7. Poluição: Situado no centro da ilha, esta região enfrenta índices consideráveis de poluição industrial trazida pelos ventos do leste, especialmente nas áreas mais centrais da ilha, onde a fumaça proveniente da região industrial no leste de Montreal é frequentemente transportada até o centro da cidade. No entanto, os impactos são significativamente menores para aqueles que vivem nas proximidades das margens do rio.
  8. Moradia: Morar na região Norte da Ilha de Montreal pode ser dispendioso e desafiador. Trata-se de uma das áreas mais antigas da cidade, com uma forte preservação do patrimônio urbano, o que se reflete na escassez de prédios altos e na limitação da expansão imobiliária. Prepare-se para encontrar muitos imóveis com mais de 70 anos de idade. Mesmo após reformas, eles podem representar um obstáculo em termos de disponibilidade, levando a custos mais elevados de locação.
  9. Etina e Idioma: Estamos nos referindo à classe média de Montreal, portanto, esta região é reconhecida como a mais democrática e diversificada em termos de convivência entre imigrantes e nativos. O francês é predominante aqui, mas é bastante provável que você encontre muitos imigrantes fluentes em três línguas devido às suas fortes raízes ancestrais e culturais. Além disso, é o lar de várias gerações de famílias quebequenses.
Região Norte de MontrealAvaliação
Acessibilidade e transporte⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Espaços verdes⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Meio ambiente e Poluição⭐️⭐️⭐️⭐️
Segurança⭐️⭐️⭐️⭐️
Beleza e arquitetura⭐️⭐️⭐️
Vida noturna⭐️⭐️⭐️⭐️
Lazer⭐️⭐️⭐️⭐️
Atividades comunitárias⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Comércio (lojas)⭐️⭐️⭐️⭐️
Arte e cultura⭐️⭐️⭐️⭐️
Vibe Turística⭐️⭐️⭐️⭐️
Acessibilidade à moradia⭐️⭐️⭐️
Bom para filhos pequenos⭐️⭐️⭐️⭐️
* Os critérios fornecidos são uma síntese de informações provenientes de diversas classificações disponíveis na internet, combinadas com minhas observações pessoais.

Região Leste de Montreal (Definitivamente, uma região que precisa de mais atenção do estado)

Chegamos, por fim, à região menos favorecida de Montreal. O leste da cidade também compartilha algumas características de sua prima rica, a região Oeste, como baixa densidade demográfica e falta de uma infraestrutura de transporte mais abrangente.

Além disso, destaca-se por suas paisagens pitorescas ao longo das margens dos rios, no entanto, as semelhanças param por aí.

Leia também: Como encontrar aluguéis mais baratos em Montreal

A presença histórica das indústrias nesta área atraiu uma classe trabalhadora que se estabeleceu nos arredores, desempenhando um papel fundamental na formação de muitos bairros suburbanos em Montreal. Atualmente, essa região exibe uma identidade única e vibrante em bairros como Mercier-Hochelaga-Maisonneuve, mas também carrega consigo um certo ar de decadência em áreas mais pobres.

Estudei por 18 meses num College situado no bairro de Hochelaga e pude ver de perto esses contrates.

Essa região também é considerada uma das mais empobrecidas da cidade, assim, é comum testemunhar bairros como Montreal Norte (exceto às margens do rio) lidando com a proliferação de cortiços e a violência entre gangues.

Lista de Bairros e Distritos: Hochelaga-Maisonneuve, Montréal-Nord, Saint-Léonard, Rivière-des-Prairies, Anjou, Mercier-Hochelaga-Maisonneuve, Montréal-Est e Pointe-aux-Trembles. 

Bairros melhor avaliados 👍Bairros ou áreas mal avaliados 👎
Rivière-des-Prairies
Mercier-Hochelaga-Maisonneuve
Anjou
Montréal-Nord
Saint-Léonard
Pointe-aux-Trembles
Montréal-Est
* Os critérios utilizados levam em conta a administração local, a limpeza e a conservação, bem como o índice de segurança.
Regiao Leste de Montreal
Região Leste de Montreal – Fonte: Banco de Imagens

Aqui estão alguns aspectos importantes sobre essa região:

PUBLICIDADE

  1. Destaques: Se você tiver a possibilidade de residir às margens dos rios que banham essa área, perceberá uma grande diferença em termos de qualidade de vida. No entanto, fora dessa zona de conforto, pode haver menos encantos para destacar.
  2. Cultura e Entretenimento: Essa não é exatamente uma região conhecida pela sua diversão, já que há pouco investimento do governo para promovê-la, limitando-se principalmente a eventos comunitários. A mesma regra mencionada no ponto anterior se aplica aqui: se você mora perto do rio, o lazer e o contato com a natureza podem compensar essa desvantagem.
  3. Residencial e Vida Urbana: Este é um bairro com uma tradição industrial, ainda com extensas áreas de cultivo agrícola. O empobrecimento da população nesta região é evidente em muitos bairros, refletindo-se em taxas mais altas de criminalidade e menor bem-estar social.
  4. Transporte e Acessibilidade: O transporte público nesta região não é tão abrangente quanto em outras áreas de Montreal, o que limita as opções de deslocamento a ônibus (com poucas linhas), algumas redes de trem e apenas duas estações de metrô na linha verde do lado sul. Se você busca conforto, será necessário ter um carro para morar aqui.
  5. Índices de criminalidade: Embora nem tudo seja sombrio nesta região, se compararmos seu nível de criminalidade com outras áreas de Montreal, ela é de longe a menos atrativa para criar filhos pequenos ou deixar seu carro estacionado na rua durante a noite.
  6. Escolas: Por motivos semelhantes aos já mencionados, esta é uma região negligenciada pelas políticas públicas de Montreal. Portanto, não espere encontrar escolas de alta qualidade para seus filhos, embora haja algumas poucas bem avaliadas. O problema, nesse caso, reside no ambiente em que a escola está inserida.
  7. Poluição: O lado sul dessa região concentra muitas industrias e por consequencia, a qualidade do ar não é o que se pode chamar de ideal.
  8. Moradia: Dado todos os aspectos desfavoráveis mencionados em relação à região, é natural esperar uma oferta de imóveis mais acessíveis, e isso de fato ocorre. Ao contrário da região Norte de Montreal, que enfrenta uma expansão imobiliária limitada devido a questões de preservação do patrimônio histórico, aqui é comum observar grandes empreendimentos de novos apartamentos em contraste com o entorno mais marginalizado da cidade.
Região Leste de MontrealAvaliação
Acessibilidade e transporte⭐️⭐️
Espaços verdes⭐️⭐️⭐️
Meio ambiente e Poluição⭐️⭐️
Segurança⭐️⭐️
Beleza e arquitetura⭐️⭐️
Vida noturna⭐️⭐️
Lazer⭐️⭐️⭐️
Atividades comunitárias⭐️⭐️⭐️
Comércio (lojas)⭐️⭐️⭐️
Arte e cultura⭐️⭐️
Vibe Turística⭐️
Acessibilidade à moradia⭐️⭐️⭐️⭐️
Bom para filhos pequenos⭐️⭐️⭐️
* Os critérios fornecidos são uma síntese de informações provenientes de diversas classificações disponíveis na internet, combinadas com minhas observações pessoais.

Bonus

Se você é novo em Montreal e deseja explorar mais a fundo a história da cidade, recomendo fortemente que assista a esta série documental chamada Montréal: My Love, My Story disponível na Amazon Prime.

Aqui está um trecho do primeiro episódio que eu encontrei disponível no YouTube, mas se tiver uma conta na Prime pode assistir neste link aqui 👉 Montréal: My Love, My Story

São cinco episódios com quase uma hora de duração que abordam a história desta cidade em um nível muito profundo.

Esta é uma ótima maneira de começar a entender mais sobre o lugar onde você vive, ou até mesmo para aqueles que estão pensando em se mudar para cá.

Embora a série tenha sido gravada em 2017 e possa estar um pouco desatualizada, posso garantir que é muito melhor do que muitos conteúdos encontrados no YouTube, que geralmente estão repletos de erros quando se trata de referências históricas.

Um exemplo disso foi o recente episódio produzido pela Rede Globo sobre a província de Quebec, apresentado no Globo Repórter.

Houve tantos erros de referência histórica que é constrangedor recomendar. Mesmo assim, para quem não viu, eu sugiro assistir após assistir à série da Amazon Prime que mencionei.

Você pode assistir neste link 👉 Origens francesas são motivo de orgulho em Quebec, no Canadá

Com isso, encerro por hoje. Não se esqueça de se inscrever em nossa newsletter para receber atualizações semanais sobre como se preparar para essa jornada que carinhosamente chamamos de imigração.

Nos vemos no próximo post! 😀

PUBLICIDADE

Esse artigo foi útil para você?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Ajude mais pessoas compartilhando esse artigo em suas redes sociais

SOBRE O AUTOR

Pernambucano de raiz longe da terrinha desde 2018. Mais de duas décadas dedicadas à tecnologia web, comércio eletrônico e marketing. Nas horas vagas, sou pai, esposo, apaixonado por ciclismo, blogueiro e tiktoker. Enfin, é isso que eu faço.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Deixe um comentário